Paradinhas

Cobrança de uma penalidade máxima: a bola é chutada a uma determinada distância da meta, pelo jogador de uma equipe que sofreu a infração. Durante a cobrança, a não ser pelas agressões verbais, não há demonstração de oposição por parte da equipe adversária. No lado oposto permanece o goleiro (guarda-redes) da equipe que cometeu a infração e que deve ficar posicionado sobre a linha que demarca o gol, a fazer movimentos laterais ou para trás, nada para frente. Pois bem.

Para o goleiro só há uma alternativa de evitar o gol: defender a cobrança.

“Paradinha”: segundos antes de executar o chute da penalidade máxima, o jogador para repentinamente o movimento, mantendo a perna no ar ou no solo, com o corpo encurvado ou não. O goleiro, por sua vez, ao observar o movimento do jogador, também executa o seu e acaba por saltar. Da mesma maneira que o chutador interrompe o movimento, o goleiro não tem como interromper o seu. O salto é frustrado. Quando o batedor resolve completar o chute, o goleiro já está vencido no solo, para o lado em que pulou, enquanto a bola beija a rede no outro canto.

Paradinha durante uma cobrança de penalidade máxima (estadao.com.br)

Paradinha durante uma cobrança de penalidade máxima (estadao.com.br)

O jogador engana o goleiro. Comete uma trapaça. Friamente, as trapaças não são bem vindas. Se o propósito do futebol é também a educação e difusão dos valores pelo esporte, então que o façam sem trapaças. E absurdamente há pessoas que defendem. Trapaça é enganação, é a contramão da evolução, do desenvolvimento. É levar vantagem da situação, coisas de um país subdesenvolvido – não digo que em outros países isso não exista, pode até existir, mas bem menos evidente. Trapaça não é valor algum para ensinar a juventude de um País que quer crescer. Dá uma paradinha pra pensar.

PS: Escrevo este post-scriptum mais ou menos 7 horas depois de haver escrito o texto. Certamente surgirá um comentário a dizer que driblar é enganar. Entretanto a situação do jogo é diferente, os dois jogadores em questão possuem a mesma vantagem competitiva. Diferentemente de uma penalidade máxima. Se vale o jogador cometer a paradinha, vale então o goleiro avançar.

0 Responses to “Paradinhas”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: