Aula de Apresentação

No último dia 5 realizei uma aula de apresentação do curso de Pós-Graduação em Administração e Marketing Esportivo da Estácio. Em pouco mais de duas horas procurei apresentar um pouco sobre a panorama da indústria do esporte no Brasil, conceitos de marketing, gestão e de comunicação estratégica no esporte.

Estácio_5_Set_2018

Foi uma aula bastante produtiva e que gerou inquietações entre os presentes. A todos eles, o meu Obrigado! Aos que ganharam os livros sorteados, os meus parabéns.

Até a próxima oportunidade!

Spartan Race Brasil

Nesta semana trabalhei no lançamento da corrida de obstáculos Spartan Race, que no Brasil acontecerá em Pirapora do Bom Jesus/SP, no próximo dia 4 de Novembro. Uma das maiores corridas do planeta. Na ocasião, Carolina Máximo, Evelyn Santos e Vanessa Teixeira (que representarão o país no mundial – foto abaixo) falaram das expectativas para a prova que acontece dia 20 de Setembro, em Lake Tahoe, CA/EUA.

SPARTAN_RACE_LinkedIn

Convite para aula: “A Indústria do Esporte”

Dia 5 de Setembro estarei na Estácio (unidade Bela Vista em São Paulo/SP) para apresentar o curso de pós-graduação em Administração e Marketing Esportivo, com aula que tem como tema: “A indústria do Esporte: Gestão, Marketing e Comunicação” da Estácio.

A inscrição é GRATUITA através do link abaixo na arte do evento. Conto com a presença de todos:

Aula_ESTÁCIO

Minas Sevens 2018

No primeiro fim-de-semana de Agosto estive em Belo Horizonte para a transmissão do “Minas Sevens 2018” e também do jogo entre o Belo Horizonte Rugby Clube e os fluminenses do Guanabara Rugby Football Club, em jogo válido pelo “Super 16 – Campeonato Brasileiro de Rugby” (Rugby de XV). Além disso, realizei palestra sobre os desafios e oportunidades para rugby mineiro. Todo o evento aconteceu no SESC Venda Nova, na capital mineira.

No feminino, as vencedoras do Minas Sevens foram as atletas do Belo Horizonte RC. No masculino, a final foi um dérbi do Triângulo entre Uberlândia e Ituiutaba, com triunfo dos uberlandenses. No jogo do Super 16, vitória do Guanabara por 13 a 0 o que frustrou a torcida local. As estrelas-do-mar ficaram com a “Taça Igor Konovaloff” em disputa.

Foram mais de cinco horas de transmissão com os amigos Roberth Corgosinho e Marcelo Travassos nos comentários, com os trabalhos técnicos do pessoal da “98 Live”.

Uma grande honra e meus parabéns à Federação Mineira de Rugby e à “Brasil FA”, organizadora do evento.

FISU America Games

Na última quinzena de Julho trabalhei nos “Jogos Pan-Americanos Universitários” (FISU America Games), realizados em São Paulo.

IMG_1369

O evento reuniu milhares de atletas de diversos países das três Américas. Na ocasião, trabalhei em três modalidades diferentes (futebol de campo, voleibol e basquetebol), além da cerimônia de abertura e fazer as entrevistas pós-jogo.

37971113_1986533931416800_3953899368884469760_o

Foram dias muito intensos e compartilho convosco um pouco do trabalho no primeiro “FISU America Games”.

Copa do Mundo de Futebol e Poder Brando: Putin

Rússia e Arábia Saudita são muito inimigos na política internacional. Possuem zonas de interesses e influenciam nos assuntos internos de inúmeros países, sobretudo do Oriente Médio. Os sauditas têm como aliados, os norte-americanos. Os russos, portanto, quer seja por herança da Guerra-Fria ou não, procuram contra-balançar a presença estadunidense na região. Resumo: a relação de ambos não é a melhor.

O líder russo, Vladimir Putin, há quase duas décadas no poder, sempre passou uma imagem de liderança, mas também de rigidez, agressividade, intransigência e intolerância. Pouco se sabe da vida pessoal dele, e raramente demonstra emoções publicamente. É pela força bélica e poderio econômico (“Hard Power”) que a Rússia obtém suas vantagens na política internacional. Entretanto, a partir de 14 de Junho, abertura do Mundial de Futebol em Moscou, foi transmitida uma outra imagem: um Putin amistoso, aberto, global e sorridente no discurso de abertura e também ao ver o jogo ao lado do seu similar saudita, o Rei Salman. Este contexto, somado aos 5 a 0 da Rússia sobre a Arábia Saudita, de um modo geral faz com que o planeta tenha uma boa impressão do país-sede da Copa. Não aquele que patrocina ditaduras que restringem as liberdades ou que invade regiões e toma posse delas, como foi com a Crimeia. A prazo, a boa imagem de um país pode se tornar um importante poder de barganha, exemplo de um poder brando (“Soft Power”).

Aliás: se você leu este texto, com base no que você viu no jogo de abertura e cerimônia, a Rússia te causou boa impressão ou mudou aquela que você possui? Se sim, este é apenas o primeiro exemplo do poder brando neste mundial de futebol. A esperar pelos próximos.

O time unificado coreano: nova etapa da política externa de Kim Jong-un?

Anteriormente no O Esporte e o Mundo, foi abordada a tensão entre as Coreias em seu confronto nas Eliminatórias para a Copa do Mundo FIFA de 2010, que você lê aqui. Curiosamente, no dia 17 de janeiro, os países anunciaram que teriam pela primeira vez desde a separação da Coreia ao fim da Segunda Guerra Mundial, um time unificado de Hóquei em uma competição internacional oficial, no caso, as Olimpíadas de Inverno de 2018, sediada na Coreia do Sul, em PyeongChang. Tendo em vista as recentes tensões provocadas pelos testes nucleares realizados pelo governante norte-coreano Kim Jong-un e sua interação com o presidente estadunidense Donald Trump, qual poderia ser a intenção por trás desta tentativa de aproximação?

Lee-Goim-South-Korea-Hong-Un-Jong-North-Korea-reuters-640x480

Rio 2016: a ginasta sul-coreana Lee Goim (direita) em selfie com a norte-coreana Hong Un-Jong (esquerda)

O que se pode afirmar é que de fato a atitude da Coreia do Norte de participar do evento esportivo em seu vizinho ao sul não pode ser desconsiderado do cenário político envolvendo ambos os países. Em seu discurso de ano novo, Kim Jong-un afirmou ter convicção de a Coreia do Sul teria êxito em sediar as Olimpíadas de Inverno, além de propor o diálogo imediato entre as Coreias. O mesmo discurso, transmitido na rede de TV estatal, conteve também manteve a hostilidade aos Estados Unidos e a Trump, afirmando que o país agora possui capacidade de ataca-los com poderio nuclear quando desejar.

O isolamento causado pelas atitudes do líder norte-coreano também pode ser mitigado pela iniciativa, tendo algum tipo de impacto sobre as sanções econômicas que a ONU mantém sobre o país. Representantes de altos cargos na organização internacional como o Secretário-Geral António Guterres, e o presidente da Assembleia Geral, Miroslav Lajcak se manifestaram positivamente sobre a iniciativa. A ida de Kim Jong-un e seu encontro com líderes de outros países e da ONU num evento transmitido para todo o mundo pode ajudar a diminuir o ideário de isolamento total da Coreia do Norte, e reabrir diálogos.

Também, é uma possibilidade para a Kim Jong-un mostrar algum sucesso de seu regime, como o local oferecido para o treinamento do time unificado de Hóquei, o recém-inaugurado Masikryong Ski Resort (foto abaixo).

Featured-675x365

Enfim, não é novidade a tentativa de utilizar o esporte na reconstrução do diálogo entre as Coreias, o que já foi visto em outras oportunidades, mas o que se destaca é justamente o contexto no qual a atitude se insere. O inédito time unificado entre as Coreias é criado num momento onde, com a consequência de um grande isolamento e tensão em relação ao país, a Coreia do Norte enfim consegue (palavra deles) obter armas nucleares, o colocando num patamar com apenas outros 8 países. Tendo mão desse trunfo, o país deve passar a reabrir diálogo, negociar. Seus principais objetivos em médio prazo são a retirada das sanções econômicas aplicadas ao país, e a retirada da presença militar dos EUA na Coreia do Sul, e para ambos, a participação nas Olimpíadas de Inverno, onde se compete com amizade, pode ser o início de uma nova fase da política externa de Kim Jong-un.

Filipe de Figueiredo dos Santos Reis, graduado em Relações Internacionais pela PUC Minas.

Contato: filipedefigueiredo@hotmail.com


Esses Dias na História

17 de Setembro

1894 – A Confeitaria Colombo é inaugurada no Rio de Janeiro

18 de Setembro

1950 – Inauguração da TV Tupi em São Paulo. Foi a primeira emissora de televisão da América Latina

19 de Setembro

1985 –  A Cidade do México é abalada por um sismo de magnitude 8.1 na escala de Richter

20 de Setembro

1898 – Santos Dumont realiza primeiro voo de um balão com propulsão própria

21 de Setembro

1974 – A Sonda Mariner 10 passa pela segunda vez perto do planeta Mercúrio

22 de Setembro

1866 – Batalha de Curupaiti, na Guerra do Paraguai

23 de Setembro

1889 – Fusajiro Yamauchi funda a empresa de cartas de “Hanafuda” que futuramente viria a ser a de video-games “Nintendo”

24 de Setembro

1964 – Golpe Militar de 64: Carlos Lacerda viaja ao Uruguai para se encontrar com João Goulart

25 de Setembro

1935 – Assis Chateaubriand inaugura em a PRG-3, “Super Rádio Tupi” do Rio de Janeiro

Blog Stats

  • 145.008 hits

#CulturaDeRugby


%d blogueiros gostam disto: