H.E. Mr. George Weah

Além de ter sido um dos melhores futebolistas da história (melhor jogador do mundo em 1995), George Weah é uma figura-chave na reconstrução de seu país, outrora arrasado pela guerra civil: a Libéria.

Este país foi o primeiro da África a ser independente (1847). Sua população era constituída de antigos escravos dos Estados Unidos, que os presenteou com um país em seu continente natal. Tal medida foi tomada pelo ex-presidente americano Monroe. Daí o nome da capital, Monróvia. O nome Libéria, por sua vez, remete à liberdade conquistada pelos ex-escravos. De 1847 até o início deste século este país vivenciou constantes trocas de poder, repressão, corrupção, pobreza e desigualdade. Milhares de liberianos procuravam uma vida melhor nos países vizinhos. Foi o que aconteceu com George Weah, que da Libéria partiu para os Camarões. De lá, ganhou a França. Mônaco, Paris. Do PSG (Paris Saint-Germain), rumo para o AC Milan, onde foi o melhor de sempre. O único. Ainda mais em seu país. Com ele, a Libéria era conhecida em todo o mundo.

  

Em 1995 os liberianos estavam à beira de um colapso. Era o auge da guerra civil e da disputa pelo poder. Qual era o motivo para o liberiano sentir-se liberiano? George Weah. Com recursos próprios o ex-jogador garantiu a participação da Libéria nas eliminatórias para a Copa de 98: era ao mesmo tempo treinador e jogador, convocava-os, pagava as passagens de avião e a hospedagem, além de garantir-lhes material esportivo. Em uma perspectiva avançada – idealista até, alguns podem dizer -, garantiu a existência de um país. E assim foi até o início deste século, quando sob a intervenção da Organização das Nações Unidas a Libéria conseguiu maior estabilidade política e realizou em 2005 as primeiras eleições multipartidárias depois de décadas de guerra civil. Os candidatos principais eram dois: Ellen Johnson-Sirleaf, economista com Doutoramento em Harvard, tendo trabalhado por muitos anos em organismos internacionais, como o Banco Mundial. Do outro lado estava – sim, era ele mesmo – George Weah, que já havia abandonado a carreira de jogador e que atuava na fundação de assistência a crianças carentes de seu país, e que levava o seu nome.  

  

O ex-jogador não venceu as eleições, mas é inegável que ele foi um símbolo para a sustentação de um país em sua época mais complicada. Aos poucos a Libéria vem conquistando mais estabilidade sócio-econômica, com um crescimento ainda tímido. O bom é saber que o país foi reconduzido a uma democracia, em que George Weah será ainda mais atuante, sem dúvida alguma.

0 Responses to “H.E. Mr. George Weah”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s




Virgilio’s Tweets

Esses Dias na História

14 de Agosto

1974 – Nasce Ryan Gracie, grande responsável pela expansão dos negócios da família com academias de Jiu-Jitsu Brasileiro.

15 de Agosto

1823 – Adesão da Província do Grão-Pará ao Império do Brasil.

16 de Agosto

1992 – O inglês Nigel Mansell torna-se campeão mundial de pilotos de Fórmula 1

17 de Agosto

1979 – Fundada a Associação Nacional de Jornais do Brasil, com o objetivo de defender a liberdade de imprensa

18 de Agosto

1964 – A África do Sul é banida dos Jogos Olímpicos pelo COI por não renunciar ao regime de apartheid (política de segregação racial)

19 de Agosto

1981 – Entra no ar o Sistema Brasileiro de Televisão (SBT).

20 de Agosto

2016 – O Brasil conquista a medalha de ouro no futebol masculino dos Jogos Olímpicos.

21 de Agosto

1991 – Tentativa de golpe na URSS: a junta é dissolvida e Mikhail Gorbachev recupera o poder. O parlamento da Letônia proclama sua independência da URSS.

22 de Agosto

1910 – Anexação da Coreia pelo Japão, o que quase extinguiu a cultura coreana.

23 de Agosto

1987 – O Brasil conquista a medalha de ouro no basquetebol masculino nos Jogos Pan-Americanos.

Blog Stats

  • 144,522 hits

#CulturaDeRugby


%d blogueiros gostam disto: