Futebol no Mundo

Goh Hsien Smirappan é um jovem de Singapura, morador do distrito de Ang Mo Kio, fã de futebol e torcedor do Everton, o “clube do povo”, de Liverpool, que tinha também os membros dos Beatles como torcedores. Goh sempre acompanha os jogos da Liga Inglesa pela TV, reúne os amigos, coleciona figurinhas, cachecóis, tem os nomes dos jogadores na ponta da língua e está ansioso para adquirir um ingresso para um dos jogos do campeonato inglês que provavelmente será disputado em seu país na temporada 2010/2011.

Torcedora do Manchester United aguarda a chegada da equipe na China

Recentemente o CEO da Barclays Premiership (primeira divisão inglesa) anunciou que alguns jogos da época supracitada podem ser disputados em outros países, especialmente asiáticos, os principais responsáveis pela grande audiência do futebol inglês. O resultado disso serão as milhões de libras a mais nos cofres dos clubes. Não há dúvidas de que é o campeonato mais bem organizado e competitivo do mundo. Estádios sempre cheios, com bom comportamento dos torcedores e bons jogos, com jogadores de todo o planeta.

Há menos de 20 anos o futebol na Inglaterra não era assim. Há menos de 20 anos acontecia a tragédia de Hillsborough, em que 89 torcedores perderam a vida em uma partida da semi-final da Taça da Inglaterra. Há menos de 20 anos os clubes ingleses eram proibidos de disputarem torneios continentais devido à tragédia de Heysel*. As famílias estavam afastadas dos estádios. As receitas dos clubes, mínimas. Patrocínios, zero. Futebol, nada!

Incidente no estádio de Hillsborough, em 1989

A partir do início dos anos 90 houve uma profissionalização da estrutura de organização do futebol britânico. Por incrível que possa parecer, as primeiras medidas tomadas foram colocar assentos numerados para os torcedores nas arquibancadas e retirar as grades que separavam o campo de jogo das bancadas. Depois disso é que foram resolver o problema com os hooligans. O torcedor passava a ser mais respeitado. Sem dúvida que os ingressos tornaram-se mais caros, mas em contrapartida um espaço esportivo mais confortável e sem confusões, atraiu de volta os mais pessimistas dos torcedores. Isso permitiu mais rendimentos aos clubes (não apenas de bilheteria, mas também de produtos licenciados), que puderam contratar bons jogadores – o futebolista inglês que atuava em outras ligas européias, já não tinha mais motivos para atuar fora de seu país -, o que por sua vez trouxe mais público aos jogos e interesse por parte das redes de televisão e dos patrocinadores, que juntaram-se ao futebol na tentativa de expandir seus negócios pelo mundo, através da venda dos direitos de transmissão para inúmeros países. Países alguns que vão receber esses jogos daqui poucos anos. É como se fosse uma bola de neve montanha abaixo. Só aumenta.

O Brasil possui bons jogadores, clubes tradicionalíssimos e milhões de torcedores. O futebol brasileiro é capaz de gerar milhões em receitas e em empregos. Para levantar os clubes não são necessárias Timemanias ou MSIs. Profissionalismo e visão são os itens que faltam para o esporte nacional, não só para o futebol. A partir do momento em que estes princípios forem empregados, seremos capazes de vislumbrar um jovem de Singapura ansioso para ver um jogo do Campeonato Brasileiro em seu país, ou de uma remota comunidade rural no Burundi torcendo pelo Brasil em uma Copa do Mundo, bem mais do já costumam torcer! Aí sim estaremos presentes de uma maneira global, transmitindo ao mundo o que o Brasil tem de melhor.

* – A tragédia de Heysel (estádio em Bruxelas) aconteceu em maio de 1985, na final Liga dos Campeões da Europa, quando cerca de 40 torcedores da Juventus foram mortos devido a tumulto causado pela torcida do Liverpool;

Texto inspirado por uma conversa no “autocarro” 201 (Cais do Sodré/Linda-a-Velha) com o César “Bigo”, na madrugada de 10.02.2008

0 Responses to “Futebol no Mundo”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




Virgilio’s Tweets

Esses Dias na História

20 de Novembro

1994 – O governo de Angola (MPLA) e os rebeldes (UNITA) assinam o protocolo de Lusaka, no Zâmbia, e colocam fim a 19 anos de Guerra Civil

21 de Novembro

1902 – O Philadelphia Football Athletics derrota o Kanaweola Athletic Club de Elmira/NY por 39 a 0, no primeiro jogo profissional do Futebol Americano jogado à noite

22 de Novembro

1975 – Juan Carlos é declarado Rei da Espanha, após a morte do Gral. Franco

23 de Novembro

1971 – A República Popular da China ganha a vaga da República da China no Conselho de Segurança da ONU

24 de Novembro

1973 – É imposto limite de velocidade nas “AutoBahns” alemãs em função da crise do petróleo. Esta imposição dura apenas 4 meses.

25 de Novembro

1966 – Primeiro link de TV entre o Reino Unido e a Austrália

26 de Novembro

1917 – Formação da National Hockey League/Liga Nacional de Hóquei (NHL) com as seguintes equipes (todas canadenses): Montréal Canadiens, Montréal Wanderers, Ottawa Senators, Québec Bulldogs e Toronto Arenas

27 de Novembro

***Dia de São Virgílio***

1971 – O programa espacial soviético comemora a chegada do módulo “Mars 2”, o primeiro objeto produzido pelo homem a atingir a superfície do planeta Marte

Blog Stats

  • 145.752 hits

#CulturaDeRugby


%d blogueiros gostam disto: