Sobre o Duelo do Prata

Ontem jogaram Argentina vs. Uruguai, no Monumental de Núñez, em Buenos Aires. Tempo bom, relvado excelente, atmosfera única. Tudo nas melhores condições para receber o maior clássico entre seleções do planeta ao lado de um Argentina-Brasil. Pensava-se que haveria um problema: os jogadores. Os próprios que fazem o espetáculo.

Os capitães uruguaio e argentino antes da final da Copa do Mundo de 1930. Notem o figurino do árbitro (fonte: auf.org.uy)

Como assim os jogadores? Se forem analisados os somados 22 iniciais celestes e alvi-celestes, quase todos atuam no futebol europeu. Pensava-se que não seria visto um típico jogo sul-americano: ríspido, catimbado, de extrema técnica e toque de bola. Imaginava-se que não seria vista uma partida digna daquelas com Francescoli, Nazassi, Schiaffino, Gradín e Varela pelo lado oriental; Houseman, Sivori, Kempes, Rattin e Lostau pelo lado argentino. A corrupção, individualismo e amadorismo do corpo diretivo do futebol sul-americano (clubes e federações), somados ao câmbio desfavorável fazem com que os melhores jogadores da América do Sul partam para atuar em canchas do Oriente Médio, Europa, Japão e até da América do Norte!

Jogadores uruguaios (fonte: auf.org.uy)

Tal expectativa foi em vão. Viu-se realmente um grande jogo, um típico duelo do Prata, com San Martín e Artigas (heróis argentino e uruguaio, respectivamente) a assistirem de camarote. Mais de 10 cartões amarelos, mas nenhuma expulsão. Isso é obvio, foi um jogo entre gentlemen ! Noventa minutos muito bem disputados, brigados a cada centímetro do campo, a cada gota de suor (ou sangue, como preferirem), a cada fio rasgado da camisa. Tudo indicava que os argentinos goleariam com dois gols (golos) anotados logo ao início do encontro. Mas quem um dia na história da humanidade duvidou da garra uruguaia? Nem Napoleão na sua prepotência e arrogância duvidaria disso. Foi assim que os orientais descontaram, ao recuperarem em uma bola que até o Fundo Monetário Internacional, em meio a esta grave crise financeira que passa o mundo, dava por perdida.

CA Boca Juniors x CA Peñarol, pela Taça Libertadores de 1979 (fonte: Conmebol)

Oxalá um dia os jogadores que promoveram o duelo do Prata de ontem voltem a atuar nas canchas da América do Sul. Com seriedade e profissionalismo isso vai acontecer, mas muito há de se mudar antes. O esporte, principalmente o futebol, é um potencial gerador de serviços, empregos e rendimentos diretos e indiretos. E, sem dúvida, mais espectáculo ainda.

0 Responses to “Sobre o Duelo do Prata”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s




Virgilio’s Tweets

Esses Dias na História

14 de Agosto

1974 – Nasce Ryan Gracie, grande responsável pela expansão dos negócios da família com academias de Jiu-Jitsu Brasileiro.

15 de Agosto

1823 – Adesão da Província do Grão-Pará ao Império do Brasil.

16 de Agosto

1992 – O inglês Nigel Mansell torna-se campeão mundial de pilotos de Fórmula 1

17 de Agosto

1979 – Fundada a Associação Nacional de Jornais do Brasil, com o objetivo de defender a liberdade de imprensa

18 de Agosto

1964 – A África do Sul é banida dos Jogos Olímpicos pelo COI por não renunciar ao regime de apartheid (política de segregação racial)

19 de Agosto

1981 – Entra no ar o Sistema Brasileiro de Televisão (SBT).

20 de Agosto

2016 – O Brasil conquista a medalha de ouro no futebol masculino dos Jogos Olímpicos.

21 de Agosto

1991 – Tentativa de golpe na URSS: a junta é dissolvida e Mikhail Gorbachev recupera o poder. O parlamento da Letônia proclama sua independência da URSS.

22 de Agosto

1910 – Anexação da Coreia pelo Japão, o que quase extinguiu a cultura coreana.

23 de Agosto

1987 – O Brasil conquista a medalha de ouro no basquetebol masculino nos Jogos Pan-Americanos.

Blog Stats

  • 144,520 hits

#CulturaDeRugby


%d blogueiros gostam disto: