Assim Caminha a Humanidade

Nesta semana me perguntaram sobre o que eu achava da apresentação do Ronaldo Nazário (“Fenômeno”) no Corinthians. A minha resposta provocou a ira de quem perguntou, de como eu poderia ser conivente com situações em que os interesses pessoais, financeiros, de imagem, de lucro, estiveram acima da lealdade, da fidelidade, de respeito e – em alguns casos – até mesmo da pátria! Para quem fez esta pergunta, se o Ronaldo fosse mesmo adepto Rubro-Negro, jamais teria assinado contrato com qualquer outro clube.

Apresentação de Ronaldo Nazário no Corinthians (fonte: www.dgabc.com.br)

Tentei em vão convencê-lo que a tendência não é mais esta. A renda, o dinheiro, os interesses comerciais e financeiros atualmente representam muito no mercado desportivo, sobretudo no futebol. São cada vez mais raros os exemplos que mostram o contrário. Há pouco tempo perguntaram a um jogador do Newell’s Old Boys (Rosário, ARG) para quem ele torceria em uma partida entre dois outros clubes, cujo resultado definiria o futuro da sua equipe no torneio. O atleta foi enfático: “Eu sou do Newell’s. Não vou torcer para ninguém se não for o Newell’s”.

Quem fez aquela pergunta do início deste texto para mim é membro de um movimento Ultra de um clube. Os Ultras são conhecidos pelo caráter contestador e lutam à sua maneira contra a interferência do mercado no futebol e no clube que apóiam. Mas o futebol é popular, logo é midiático e, logo, vende.  Para os fins que ele é usado, aí já é outra história para um outro texto. A grande maioria dos torcedores, desde que suas equipes ganham alguma coisa, já se acostumaram com esta lógica.

Os Ultras do Sporting Lisboa (fonte: www.torcidaverde.pt)

Adeptos como ele também são raros. O máximo que pude fazer foi ouvi-lo e sugerir que lesse “O Futebol ao Sol e à Sombra”, de Eduardo Galeano, para compartilhar com o autor sobre a “imaculalidade” do futebol. De puro ainda no futebol, acredito que existam apenas a paixão de boa parte dos torcedores e aquela paixão demonstrada pelos jogadores uruguaios ao vestirem a Celeste Olímpica.  Preferi não falar mais nada.  

E não percam…dia 26, logo após o dia de Natal…a Barclays Premier League estará bombando!

0 Responses to “Assim Caminha a Humanidade”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: