Como Vovó já Dizia

..quem não tem colírio, usa óculos “escuro”! (Raul Seixas)

Os clubes desportivos no Brasil, em especial os de futebol pouco aproveitam e desenvolvem seu potencial comercial, o seu produto desportivo.

Poucos torcedores têm consciência que ao adquirir um produto oficial do clube, eles contribuirão diretamente com os rendimentos da instituição.

Os dois parágrafos acima, se somados e postos em prática, resultam em receita. Em ações de patrocínio, ações promoionais e relação duradoura da instituição desportiva com aquele que patrocina.

A prestação de serviços também é bem-vinda e gera rendimentos. Comercialização/terceirização de camarotes e prestação de serviços nas instalações e redondezas do clube também é uma iniciativa capaz de gerar rendimentos.

No Brasil conta-se nos dedos quem promove tais iniciativas. E até onde sabemos têm sido bem sucedidos.

O espetáculo desportivo é um produto. Sobre ele há consumo. Para além do espetáculo desportivo, o consumidor está apto a pagar pela marca do clube, pelo conceito, valores e princípios que a instituição desportiva transmite.

Isso vale aos grandes, médios e pequenos clubes, dentro das suas adequações. Onde quero chegar: de nada adianta vender um camarote por um valor elevadíssimo, se a equipe não disputa um torneio de ponta. 

Estádio do Radium, de Mococa-SP (jogosperdidos.zip.net)

Bom, escrevo isso porque ouvi de um amigo neste fim-de-semana uma frase que chamou minha atenção: “fazer o que estava ao alcance”. Pelo contexto da situação por ele colocada – que não vem ao caso citá-la -, eu entendi assim: “cada macaco no seu galho”. Se a instituição é pequena, não pode pôr em prática grandes projetos, deve se adequar à sua força institucional e financeira, caso contrário um resultado adverso pode custar a própria existência da organização. Isso não significa que uma instituição desportiva pequena deva sempre “pensar pequeno”. Não, não. Mil vezes não! Deve “pensar grande”, projetar algo muito forte em longo prazo, ou então, por que razão existe? É preciso ter ambição e trabalhar nela.

Vale aqui a máxima do Barão de Coubertin: “veja longe, fale francamente, aja firmemente.”

0 Responses to “Como Vovó já Dizia”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s




Virgilio’s Tweets

Esses Dias na História

14 de Agosto

1974 – Nasce Ryan Gracie, grande responsável pela expansão dos negócios da família com academias de Jiu-Jitsu Brasileiro.

15 de Agosto

1823 – Adesão da Província do Grão-Pará ao Império do Brasil.

16 de Agosto

1992 – O inglês Nigel Mansell torna-se campeão mundial de pilotos de Fórmula 1

17 de Agosto

1979 – Fundada a Associação Nacional de Jornais do Brasil, com o objetivo de defender a liberdade de imprensa

18 de Agosto

1964 – A África do Sul é banida dos Jogos Olímpicos pelo COI por não renunciar ao regime de apartheid (política de segregação racial)

19 de Agosto

1981 – Entra no ar o Sistema Brasileiro de Televisão (SBT).

20 de Agosto

2016 – O Brasil conquista a medalha de ouro no futebol masculino dos Jogos Olímpicos.

21 de Agosto

1991 – Tentativa de golpe na URSS: a junta é dissolvida e Mikhail Gorbachev recupera o poder. O parlamento da Letônia proclama sua independência da URSS.

22 de Agosto

1910 – Anexação da Coreia pelo Japão, o que quase extinguiu a cultura coreana.

23 de Agosto

1987 – O Brasil conquista a medalha de ouro no basquetebol masculino nos Jogos Pan-Americanos.

Blog Stats

  • 144,520 hits

#CulturaDeRugby


%d blogueiros gostam disto: