Histórias e Previsões

É intrigante pensar no futuro do esporte moderno. Há duzentos anos não havia por exemplo o futebol e o handball, mas de lá pra cá surgiram no cotidiano e tornaram-se fenômenos sociais. Daqui a outros duzentos anos, pode ser que a Olimpíada seja virtual, com atletas projetados pelo computador, sem qualquer esforço físico e espírito esportivo. Se na antigüidade as modalidades eram, aos nossos olhos, tão sem graça e sem fim algum, mas acabaram por dar lugar ao esporte moderno, vislumbrar um futuro para ele torna-se muito difícil. Os esportes coletivos modernos, que conhecemos, tem aproximadamente entre 100 e 150 anos. Modalidades como o futebol, o Rugby, o basquete, o vôlei, o críquete e o hóquei foram criados na segunda metade do século XIX. Antes desta época praticava-se por exemplo, na Inglaterra, a caça à raposa, que era tida também como um esporte. Neste mesmo país jogava-se algo que daria origem ao futebol de hoje: o “folk football”, originário do “calcio” romano, em que populações inteiras de cidades diferentes lutavam fisicamente entre si para conduzirem uma bola até o pórtico de uma das localidades.

 

O “folk football”

Veio a revolução industrial e o surgimento de uma classe média na Inglaterra que podia manter seus filhos em uma escola. Escola que incentivava nos tempos livres a prática do “folk football” entre os seus alunos. Com um número reduzido de pessoas a jogar, cada colégio produzia o seu estilo de jogo. Uns davam preferência ao uso das mãos (como o colégio de Rugby) e outros, apenas o dos pés (como a escola de Eton). Uma reunião foi feita entre várias instituições inglesas de ensino em 1863, para padronizarem as regras do jogo. As poucas escolas que permitiam tanto o uso das mãos quanto o dos pés, se retiraram do encontro e instituíram o que conhecemos hoje por Rugby, que deve ser chamado de “Rugby Football”, ou seja, o futebol como é jogado em Rugby. Os demais colégios associaram-se em determinadas regras que originaram o “Football Association”, ou “soccer” (palavra originária de “asSOCiation), ou pura e simplesmente, o futebol.

A “Rugby School”, onde surgiu o Rugby Football

A magnitude da revolução industrial e o domínio britânico dos mares levou tais modalidades para o mundo todo. Cidades portuárias como Bilbao, Porto, Buenos Aires e Rio de Janeiro foram as primeiras a terem clubes criados para a prática do futebol, do Rugby e do críquete. A descolonização foi outro passo dado para que estas modalidades alcançassem a dimensão que possuem hoje: mais países no COI (Comitê Olímpico Internacional) e na FIFA (Federação Internacional de Football Association) do que propriamente na ONU (Organização das Nações Unidas).

Logo da Federação Internacional de Football Association (FIFA)

Vivencia-se hoje a revolução tecnológica, que se relaciona com o esporte. Algumas bolas de futebol vêm com chip; árbitros no Rugby a recorrer a imagens milimetricamente apuradas para tirarem suas dúvidas quanto a um lance difícil. Pela TV e internet, todas as informações desejadas sobre o esporte, estão disponíveis. Nas casas, mais e mais crianças jogam com os seus ídolos através do video-game. Nas casas das grandes cidades os pais mantêm, por segurança, seus filhos presos a este mesmo video-game, em detrimento à prática esportiva. Os campinhos dão lugar a imensos condomínios. As cidades – e o país – crescem sem planejamento, o que acaba por gerar delinqüência e violência, que são muitas vezes levadas para dentro dos estádios de futebol. Assim sendo, são capazes de afastar famílias inteiras do esporte.

Cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Atenas, 2004

Não, o esporte moderno que conhecemos hoje não vai acabar. Os mesmos organismos internacionais supracitados, como o COI e a FIFA (no caso do futebol) têm a missão de difundi-los e protegê-los. Muitos dizem que modalidades como o Rugby e o futebol são muito rígidos com as suas regras. Na verdade, a maioria das regras devem ser preservadas para que estes esportes estejam ao alcance de todos e que sejam jogados no mundo todo. Por isso que é certo que daqui a 200 anos uma Copa do Mundo terá a mesma emoção de sempre. 

1 Response to “Histórias e Previsões”


  1. 1 sara luzia 16/03/2008 às 9:26 pm

    Oi Virgílio! Ficamos à espera do workshop lá no grupinho das sextas! 😀


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




Virgilio’s Tweets

Esses Dias na História

20 de Novembro

1994 – O governo de Angola (MPLA) e os rebeldes (UNITA) assinam o protocolo de Lusaka, no Zâmbia, e colocam fim a 19 anos de Guerra Civil

21 de Novembro

1902 – O Philadelphia Football Athletics derrota o Kanaweola Athletic Club de Elmira/NY por 39 a 0, no primeiro jogo profissional do Futebol Americano jogado à noite

22 de Novembro

1975 – Juan Carlos é declarado Rei da Espanha, após a morte do Gral. Franco

23 de Novembro

1971 – A República Popular da China ganha a vaga da República da China no Conselho de Segurança da ONU

24 de Novembro

1973 – É imposto limite de velocidade nas “AutoBahns” alemãs em função da crise do petróleo. Esta imposição dura apenas 4 meses.

25 de Novembro

1966 – Primeiro link de TV entre o Reino Unido e a Austrália

26 de Novembro

1917 – Formação da National Hockey League/Liga Nacional de Hóquei (NHL) com as seguintes equipes (todas canadenses): Montréal Canadiens, Montréal Wanderers, Ottawa Senators, Québec Bulldogs e Toronto Arenas

27 de Novembro

***Dia de São Virgílio***

1971 – O programa espacial soviético comemora a chegada do módulo “Mars 2”, o primeiro objeto produzido pelo homem a atingir a superfície do planeta Marte

Blog Stats

  • 145.756 hits

#CulturaDeRugby


%d blogueiros gostam disto: