Parvoíces e Tretas

Parvoíce do governo dos Emirados Árabes Unidos (EAU) ao não permitirem a entrada da tenista israelense Shahar Peer, que participaria do Aberto do Dubai. A razão para isso foram os ataques à faixa de Gaza, promovidos pelo governo de Jersusalém, em solidariedade à causa palestina.

Ora, é um tanto contraditório e confuso. Apesar de não haver relações diplomáticas entre os dois países, Israel é um dos maiores parceiros comerciais e investidores nos EAU. Dinheiro mesmo não tem pátria, tampouco religião. Essa solidariedade ao povo palestino promovida pelos EAU é outra treta!

Como consequência o Aberto do Dubai já perdeu patrocínios. O petróleo lá está acabando e cidades como o Dubai e Abu Dhabi estão investindo maciçamente no setor de serviços, já prevendo o breve fim deste recurso. E não vai ser uma atitude como esta que promoverá os EAU. Muito pelo contrário. Ficou feio para o país haver usado o esporte como discurso político. Aliás, discurso algum.

0 Responses to “Parvoíces e Tretas”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: