Os Recursos Humanos (Esportivos)

Para que um elenco esportivo seja bem sucedido em termos de resultado e de convívio, são necessários inúmeros fatores. Estamos mais habituados a ver/ouvir pessoas como Bernardinho (vôlei) e Carlos Alberto Parreira (futebol) tratarem deste tema. Segue aqui uma humilde contribuição.

Um grupo esportivo é uma organização. Esportiva, claro, mas antes disso, uma organização. Cada um tem as suas funções e especificidades e busca cumpri-las. Para um bom funcionamento de uma organização, talvez o fator mais importante seja a transparência, que é dada através da comunicação. Não menos importante mas tão necessário quanto, julgo ser a pró-atividade e o espírito de equipe. De acordo com o dicionário, “equipe” é um grupo de pessoas que trabalha para o mesmo fim.

Enfim, uma delegação esportiva é obviamente uma “equipe”, mais complexa, que vai mais além daqueles que estão em campo, em competição. Eles ali em campo são resultado do trabalho de uma organização. O resultado esportivo será o resultado da organização que os jogadores terão ali em campo. Ambas devem trabalhar com transparência e espírito. Antes disso, no plano de uma delegação esportiva, o sucesso dos trabalhos se dá através deste quadro:

Uma delegação esportiva (adaptado de Woodward, 2008)

Uma delegação esportiva (adaptado de Woodward, 2008)

Liderança: é importante para a delegação. São as referências e os exemplos do grupo. Treinamento, que é fundamental para a obtenção dos resultados esportivos, para a condução do jogo que o treinador julgar necessário. Preparação física e nutrição, para a execução dos treinamentos e a realização do jogo. Psicologia, para que o treinador tenha em mãos peças saudáveis não apenas em corpo, mas em mente. Suporte médico para que o grupo esteja em condições ideais de atuar e que os jogadores estejam prontamente recuperados em tempo de atuar; análise/TI porque as estatísticas são importantes para que pontos fortes e deficiências da equipe sejam verificados e seus erros, minimizados. Por fim, a gestão de toda essa delegação, que fornece as condições e necessárias para o trabalho de todos eles.

Por palavras, parece tudo muito simples, mas não é. Tudo isso acima funciona: com transparência, comunicação e espírito de equipe.

0 Responses to “Os Recursos Humanos (Esportivos)”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




Virgilio’s Tweets

Esses Dias na História

14 de Agosto

1974 – Nasce Ryan Gracie, grande responsável pela expansão dos negócios da família com academias de Jiu-Jitsu Brasileiro.

15 de Agosto

1823 – Adesão da Província do Grão-Pará ao Império do Brasil.

16 de Agosto

1992 – O inglês Nigel Mansell torna-se campeão mundial de pilotos de Fórmula 1

17 de Agosto

1979 – Fundada a Associação Nacional de Jornais do Brasil, com o objetivo de defender a liberdade de imprensa

18 de Agosto

1964 – A África do Sul é banida dos Jogos Olímpicos pelo COI por não renunciar ao regime de apartheid (política de segregação racial)

19 de Agosto

1981 – Entra no ar o Sistema Brasileiro de Televisão (SBT).

20 de Agosto

2016 – O Brasil conquista a medalha de ouro no futebol masculino dos Jogos Olímpicos.

21 de Agosto

1991 – Tentativa de golpe na URSS: a junta é dissolvida e Mikhail Gorbachev recupera o poder. O parlamento da Letônia proclama sua independência da URSS.

22 de Agosto

1910 – Anexação da Coreia pelo Japão, o que quase extinguiu a cultura coreana.

23 de Agosto

1987 – O Brasil conquista a medalha de ouro no basquetebol masculino nos Jogos Pan-Americanos.

Blog Stats

  • 144.581 hits

#CulturaDeRugby


%d blogueiros gostam disto: