Fazer Diferente

Vasco da Gama e Coritiba decidiram na última quarta-feira a Copa do Brasil. Independente da vitória do Vasco, quem venceu foi acima de tudo o futebol e o profissionalismo no esporte que tanto propomos.

O clube do Rio de Janeiro, depois de todo o seu histórico de administrações controversas e repletas de incógnitas, à época de Eurico Miranda; o Coritiba, depois de haver sido rebaixado à segunda divisão e ter tido seu campo de jogo invadido por torcedores – da sua própria equipe – vândalos que confrontaram a força pública e que cuja punição entrou para a história como a mais severa da Justiça Desportiva.

Após estas experiências os dois clubes passaram por reformas que os deixaram mais profissionais e permitiram formar planteis com orçamentos, mesmo que modestos, mas que alcançassem bons rendimentos dentro do campo. Se tiveram que fazer mais, melhor e com menos, tiveram que fazer diferente; optaram portanto por fazer com profissionalismo, com planejamento e organização, a fugir exclusivamente da alta competição – cujos resultados saltam mais aos olhos – e indo para a gestão da instituição esportiva. 

Duas organizações que há 2 ou 3 anos estavam desacreditadas, hoje comemoram colher os primeiros resultados desde que optaram por seguir o processo inverso. Que sirvam de exemplo para outras instituições.


Mundo Virga

Houve um erro ao recuperar imagens do Instagram. Uma tentativa será refeita em poucos minutos.

Virgilio’s Tweets

Blog Stats

  • 146.365 hits

#CulturaDeRugby


%d blogueiros gostam disto: