O Imperialismo no Esporte

O futebol americano é instrumento da política externa norte-americana. Ao menos ameniza a relação dos EUA com o mundo, uma vez que o esporte é capaz de aproximar nações (semelhantes ou não) através de um impulso comum e coletivo, que, neste caso, é a modalidade. Atualmente dizemos que se o esporte, o clube ou o atleta ultrapassa fronteiras, dizemos que está em busca de mercado consumidor. E é verdade.

Estádio de críquete na Índia

Estádio de críquete na Índia

Não estou a falar mal do futebol americano. Voltaremos no tempo. Foi assim com o futebol, foi assim com o rúgbi, foi assim com a proibição da Pelota Basca (quando dos primeiros anos do Governo Franco na Espanha), foi assim com as modalidades da Grécia e da Roma antiga. Os japoneses implementaram tão bem o judô na península coreana, durante a sua ocupação, que a Coreia do Sul é uma das maiores nações daquele esporte. Assim é o Brasil com o futebol. Assim é Austrália e Nova Zelândia com o rúgbi e a Índia com o críquete.

Dentre as modalidades britânicas (rúgbi, futebol e críquete), existem várias explicações sobre o porquê de elas terem encontrado seu reduto em lugares diferentes (o futebol deu-se mais na América do Sul, o críquete na Ásia e o rúgbi na África e Oceania).

Discutir estes fatores não vem ao caso agora. No entanto, se não fosse o imperialismo/globalização, não teríamos nem um pouco do espetáculo e da indústria do entretenimento que é o esporte nos últimos 100 anos.

0 Responses to “O Imperialismo no Esporte”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




Virgilio’s Tweets

Esses Dias na História

14 de Agosto

1974 – Nasce Ryan Gracie, grande responsável pela expansão dos negócios da família com academias de Jiu-Jitsu Brasileiro.

15 de Agosto

1823 – Adesão da Província do Grão-Pará ao Império do Brasil.

16 de Agosto

1992 – O inglês Nigel Mansell torna-se campeão mundial de pilotos de Fórmula 1

17 de Agosto

1979 – Fundada a Associação Nacional de Jornais do Brasil, com o objetivo de defender a liberdade de imprensa

18 de Agosto

1964 – A África do Sul é banida dos Jogos Olímpicos pelo COI por não renunciar ao regime de apartheid (política de segregação racial)

19 de Agosto

1981 – Entra no ar o Sistema Brasileiro de Televisão (SBT).

20 de Agosto

2016 – O Brasil conquista a medalha de ouro no futebol masculino dos Jogos Olímpicos.

21 de Agosto

1991 – Tentativa de golpe na URSS: a junta é dissolvida e Mikhail Gorbachev recupera o poder. O parlamento da Letônia proclama sua independência da URSS.

22 de Agosto

1910 – Anexação da Coreia pelo Japão, o que quase extinguiu a cultura coreana.

23 de Agosto

1987 – O Brasil conquista a medalha de ouro no basquetebol masculino nos Jogos Pan-Americanos.

Blog Stats

  • 144.545 hits

#CulturaDeRugby


%d blogueiros gostam disto: