Um Fica, Dez Vão

“Se for para o bem de todos e felicidade geral da Nação, estou pronto! Digam ao povo que fico!” (S.M.I. Dom Pedro I, aos 9-01-1822, o “Dia do Fico”)

Tivemos recentemente outro dia do Fico, quando Neymar anunciou sua permanência no futebol brasileiro, até 2014. Muito bem pensada decisão, tanto do lado do atleta, quando da instituição esportiva, no caso o Santos. É um futebolista fundamental para atrair novos torcedores. E torcedores são consumidores. Há quem festeja a sua decisão em ficar no Brasil, que é a vez do futebol no Brasil contra os europeus sempre exploradores e corruptores que tiram grandes esportistas daqui para lá levarem e, deles, fazerem fortunas.

Lamento informá-los de que continuarão fazendo isso bastante. Neymar é apenas exceção e não representa o cenário do esporte no Brasil. A atividade de empresários e agentes continua e jogadores não tão midiáticos e prodigiosos como o atleta santista continuam sendo transferidos para os mais diversos mercados. Não adianta pensar e comemorar que o futebol brasileiro vive um bom momento. A grande maioria dos futebolistas profissionais do Brasil não ganham o que ganham atletas da primeira divisão. Na primeira chance que tiverem de ganharem mais, e fora do país (em terra de cego, caolho é rei), irão.

E isso irá acontecer até o dia em que o dólar e o euro valerem menos que o real. Difícil.

0 Responses to “Um Fica, Dez Vão”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: