Legado à Cubana

Teófilo Stevenson (à direita)

Teófilo Stevenson (à direita)

O cubano Teófilo Stevenson foi o maior pugilista não-profissional de todos os tempos. Faleceu ontem, aos 60 anos. Só não foi tetracampeão Olímpico porque Cuba boicotou os Jogos Olímpicos de Los Angeles, em 1984. Das 321 lutas que disputou, venceu 301 e nunca perdeu por nocaute.

Grande atleta, sem dúvida alguma. Também grande em seus valores e princípios. Por muitas vezes tentaram levá-lo para fora de Cuba, por milhões de dólares. Não conseguiram. Leal aos seus princípios, Stevenson continuou a viver na ilha e transmitir o boxe para milhares de crianças. Ele dizia: “fora daqui eu não serei feliz”, e por lá ficou. Vários podem dizer que foi colaborador do regime de Fidel Castro, por isso da sua permanência em Cuba, mas esta é outra história. Importante é que ele foi leal aos seus ideais – algo muito difícil atualmente – e passou adiante todo o seu conhecimento em benefício da juventude, em benefício de seu País.

Em suma, Teófilo Stevenson deixou um legado. Dinheiro, fama, imprensa, patrocinadores, seduzem. Vejam bem, não há nada de errado em aceitar uma vida assim, desde que os valores do esporte se mantenham. Entretanto, na maioria das vezes, isso não acontece. Mesmo assim, Stevenson não se deixou levar. Exemplo de compromisso com a sociedade.

0 Responses to “Legado à Cubana”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: